1º Seminário: “Formação Para O Trabalho: [In]Tendências Da Educação E Formação De Jovens E Adultos Em Portugal”

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

A Associação Portuguesa de Educação e Formação de Adultos (APEFA) realizou, na quinta-feira, dia 20 de dezembro, pelas 14 horas, no auditório da Escola Secundária António Sérgio, em Vila Nova de Gaia, um encontro de apresentação pública do projeto da associação e do trabalho desenvolvido ao longo de um ano, trazendo à discussão as questões críticas da EFA, da ALV -Aprendizagem ao Longo da Vida e do ensino profissional em geral.

Constituída em 22 de outubro de 2011 a associação desenvolveu um enorme trabalho de bastidores em torno da Educação e Formação de Adultos, que o seu presidente, Dr. Armando Loureiro, divulgou na sessão de abertura do encontro. Os dois oradores escolhidos, professores universitários de renome nesta área, Dr. Luís Rothes e Dr. Luís Alcoforado, com significativo pensamento produzido, desafiaram um auditório de cerca de duzentas pessoas com ideias muito claras e estruturantes para o futuro da formação para o trabalho.

Um modelo próprio ajustado à realidade portuguesa e alicerçado na tradição e experiência desenvolvida ao longo da última década deverão fazer a ponte para o novo projeto, que tomando forma no pensamento coletivo.

Será um grave erro estratégico ignorar o passado e estabelecer ruturas com o que de melhor se fez, cujas consequências seriam dramáticas para o país, na opinião do professor Luís Rothes; Luís Alcoforado, homem com alma transmontana evocou Torga, que na solidez da palavra sentida da vida nos empresta a força necessária para continuar a acreditar que o caminho está aberto e a ALV será o futuro da educação e formação.

O painel de comentadores revelou o sentir do tecido empresarial, das escolas profissionais, dos profissionais da educação e gestores de escolas, falou-se do país diverso e das experiências concretas que fazem a história da educação e da formação e do ensino profissional cujo modelo dual agora anunciado, de novo nada tem nas palavras de António Pêgo, da AEP

O otimismo e as palavras de esperança passaram mas a angústia e receio do passo mal dado, também persistem!

A escola recebeu com elegância e apoiou a iniciativa permitindo uma agradável tarde que também foi de convívio e em que os jovens estudantes dos cursos profissionais puseram à prova as suas aprendizagens duma forma exemplar.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *